pH DE PRODUTOS QUÍMICOS PARA LIMPEZA E REMOÇÃO


 

Não é comum encontrar o valor do pH em rótulos de produtos. Procure, mesmo nas minúsculas letras das latas de refrigerante ou de cerveja. Nada, não é? Na água mineral, porém, você o encontra sempre próximo da neutralidade.

Parece ser conveniente salientar quando o produto é neutro, como “sabonete neutro” ou “detergente neutro”. E se a eficácia dos produtos está fundamentada na característica de não ser neutro?   Por quê ocultar a acidez ou a basicidade? Subestimando a capacidade de entendimento do usuário? Se informado, é bem possível compreender que, a 25ºC, quando o pH é igual a 7, a solução é neutra, se menor que 7, é ácida e, se maior, é básica.

Porém podemos explicar mais.

O conceito de pH, introduzido por Sörensen, facilita a compreensão quanto ao resultado final, mas exige alguns conhecimentos sobre logaritmos (base 10).  De forma prática importa saber que estes valores são determinados com facilidade pela medição em equipamentos chamados de pHmetros (diz-se peagâmetros), ou de forma simplificada com papel medidor de pH universal, onde, quando mergulhado numa solução, indica seu valor de pH pela variação na cor que se obtém indo de vermelho nas soluções ácidas a azul escuro nas mais básicas passando por um verde claro quando neutro.

Exemplos práticos de soluções, a 25ºC:

Neutras: a lágrima e o leite, de pH próximo de 7, são líquidos praticamente neutros. (Ex. de produtos de limpeza: Detergente neutro)

Ácidas: Os refrigerantes à base de cola têm pH=3, sendo mais ácidas que o café pH=5. (Ex. de produtos de limpeza: Detergente ativado, ou matérias-primas como o ácido muriático)

Básicas: a água do mar pH=8, os sabonetes de banho estão normalmente entre pH 9 e 10. (Ex. de produtos de limpeza: Desengraxantes alcalinos, ou matérias-primas como a soda cáustica)

Uma observação interessante, é que não se deve misturar produtos entre si sem orientação técnica é que produtos antagônicos se neutralizam, por exemplo:

Suponha que alguém que acredite que o ácido muriático e a soda caustica (ambos de venda proibida ao consumo normal) sejam fortes produtos de limpeza e os queira misturar, o resultado dessa mistura (se feita nas proporções corretas) será uma solução neutra de sal de cozinha.

 

Utilização de produtos de limpeza:

É importante saber que não é somente o valor do pH que determina a aplicação ou sua efetividade de ação, isto depende fundamentalmente da composição do produto, porém de um modo geral podemos dizer que os produtos ácidos limpam principalmente sujidades minerais (ex.: calcáreos, cimento, carbonatos insolúveis) e os alcalinos (sinônimo de básicos) à remoção de sujidades orgânicas (ex.: proteínas, óleos, gorduras, graxas).

Veja a seguir a imagem, onde se representam graficamente algumas observações sobre pH de produtos químicos para limpeza e remoção.

 

 

 

5 Comments

  1. Gustavo Alves

    Boa tarde prezados.

    Sensacional esta informação sobre o pH dos produtos de limpeza.

    Sou Instrutor de Treinamento d limpeza e está informação vai me ajudar a explicar melhor como escolher os produtos de acordo com a sujidade.

    Gostaria de receber mais informações sobre técnicas de limpeza.

    Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *