ENTENDA PORQUE USAR PRODUTO QUÍMICO ALIADO AO PODER DO VAPOR

Em 1960 o Dr. Herbert Sinner, na ocasião com mais de trinta anos de experiência, publicou uma declaração em que tenta resumir a “Filosofia da Limpeza”, ele a definiu assim:

 

“A limpeza é uma operação que consiste na aplicação de um detergente químico, a uma certa temperatura, durante o tempo necessário para dissolver ou amolecer os resíduos de modo que uma ação mecânica possa remove-los com facilidade”.

Esta definição é simples e óbvia, porém levou a um grande avanço nos controles da limpeza.

 

 

Em conseqüência desta definição ele criou no mesmo ano uma representação gráfica que ficou conhecida como círculo do Dr. Sinner.

Desde aquela época até os dias atuais estes princípios são aceitos universalmente e servem de base ao desenvolvimento de qualquer processo.

 

 

Nota: Este postulado se refere somente a superfícies com sujidade agregada, não inclui aqueles somente com sujidades soltas (exemplo: poeira seca solta, sem aderência sobre materiais, que normalmente é removida somente com aspiradores, espanadores e panos secos).

 

Entendendo um processo de limpeza a partir destes parâmetros.

O postulado descrito pode ser resumido assim:

Em qualquer operação de limpeza existem quatro fatores que influenciam seu resultado, a eles deve-se dar total atenção, que são:

TEMPO, TEMPERATURA, AÇÃO MECÂNICA E PRODUTO QUÍMICO

 

               

 

 

 

 

 

Processos bem equilibrados e baseados nestes fundamentos levam a uma operação de limpeza ideal e econômica onde deverá existir uma perfeita integração entre ação mecânica, ação química, temperatura e tempo de contato assegurando uma ótima e máxima remoção de sujidades.   Caso um dos fatores seja reduzido outro(s) deverá(ão) aumentar para compensa-lo.

Caso deseje melhor análise destes fatores acesse o link: http://www.quiminac.com.br/site/entenda-melhor-processos-de-limpeza/

Resposta à pergunta: Limpeza com vapor pode dispensar produtos químicos?

 Este processo não pode fugir aos princípios do postulado, senão vejamos:

Produto Químico: inexistente, ou seja, igual a zero.
Ação Mecânica: exercida pela pressão de vapor gerado ou escova adaptada à saída do vapor.
Tempo: muito maior para compensar a falta do produto químico.
Temperatura: altíssima compensando a falta do produto químico.

Toda vez que o resultado não é o melhor possível em termos energéticos dizemos que é uma operação mau equilibrada.

Os equipamentos STEAMATE (https://www.steamate.com.br/) vem há muito tempo, na prática, demonstrando que processos com aplicação de vapor e produto químico, aplicados de forma equilibrada, podem resolver problemas complexos de limpeza. Estes novos processos permitem melhor controle sobre o ambiente da limpeza, utilizando aumento de temperatura para maior eficiência do produto químico em pequena concentração, reduzindo a necessidade de esfregação e o tempo de contato para ação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *